Colchão financeiro, o que é? Como fazer?

Tempo de leitura: 2 minutos

Colchão financeiro é o que você consegue como reserva financeira.

Portanto, se é uma reserva financeira, precisa ser segura.

Ou seja, um investimento que você deve investir em renda fixa, como o Tesouro Direto.

Vou passar uma ideia sobre o que considero um bom colchão financeiro, mas obviamente que o tamanho desse colchão varia de pessoa para pessoa.

Varia de acordo com a idade, com a profissão, estabilidade no emprego e também com o perfil de cada um (mais conservador ou mais agressivo).

Como montar seu colchão financeiro?

De maneira geral, entendemos que um bom colchão deve ser de 12 meses dos seus gastos.
Por exemplo: Se você gasta R$ 5.000 por mês, você precisa de um colchão financeiro de R$ 60.000.

Mas como falei, é apenas uma ideia, e portanto você precisa avaliar quanto é bom ter no seu caso.

Dependendo da situação, apenas 6 meses dos seus gastos pode ser suficiente, assim como em outros casos a sugestão é montar um colchão correspondendo a 24 meses dos gastos.

O importante é ressaltar que no seu colchão financeiro, você deve ter apenas investimentos em renda fixa.

Dentro do colchão é importante você investir bem o seu dinheiro, deixando uma pequena parte em investimentos de liquidez (aqueles que você pode resgatar a qualquer momento sem penalidade), caso precise utilizar em algum momento e o saldo mantenha em investimento mais longos, com carência por exemplo de 3 ou 6 meses.

Isto porque, todo investimento de liquidez, apresenta uma rentabilidade mais baixa e portanto se estiver com o orçamento em dia, com um planejamento bem feito é possível saber dividir o investimento do colchão em prazos para aumentar sua rentabilidade.

Exemplos de investimentos de liquidez diária: Tesouro Selic, Fundos de Renda Fixa, CDB com essa característica. E por falar em CDB, tome cuidado na hora de comprar esse investimento pelo seu banco.

A outra parte do dinheiro, você pode aplicar num fundo multimercado conservador, numa LCI, CDB com carência, entre outros.

Por fim, depois que você definiu qual o tamanho do seu colchão financeiro, o importante é escolher bem os produtos para ter o máximo de rentabilidade com a maior segurança possível.

Se você já montou seu colchão, é hora de aprender a investir em renda variável e buscar a sua independência financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *